Notícia

Representante da Cacesul Mulher busca inovações para região

terça, 26 de março de 2019

No dia 20 de março, a representante dos assuntos da Mulher da Cacesul e Faciap Mulher na região, Caren Kelli Jenczmionki participou da reunião de planejamento na sede da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM). O encontro foi marcado pela presença do presidente da FACIAP, Marco Tadeu Barbosa, junto da presidente da FACIAP Mulher, Nelly Trevisan Assaiante, e mais 10 coordenadoras regionais.

A programação do dia foi intensa com apresentações do sistema associativista, novos produtos e organização do evento Prêmio da Mulher Empresária, da FACIAP Mulher, que ocorrerá no dia 23 de maio, em Curitiba. A divulgação da representante regional da CACESUL será realizada até o dia 12 de abril.  O dia também proporcionou uma troca de experiências de casos de sucesso em cada região e apresentação das diferenças principais entre Núcleo e Conselho da Mulher.

“A ideia é trazer para nossa região, através das Associações Comerciais, mais desenvolvimento e participação das mulheres no associativismo, como também o crescimento e desenvolvimento das empresas dessas nucleadas ou conselheiras”, explica Caren.

“O meu papel é fomentar a participação da mulher para que ela consiga, através deste grupo, mais oportunidades de cursos, workshops, conhecimento, viagens técnicas para alavancar e promover o desenvolvimento do seu negócio.

Baseada em dados do Sebrae, a representante regional explica que é fundamental que as mulheres passem a ser mais ativas nas entidades pois, nos últimos dois anos, a proporção de mulheres empreendedoras que são “chefes de domicílio”, segundo ela, passou de 38% para 45%.

Qual a diferença da união e do individualismo?

Caren explana que a ideia para Irati e região é inicialmente organizar o Núcleo Multisetorial da Mulher Empresária, onde empresárias de vários ramos de atividades, possam se fortalecer e crescer. Durante os próximos meses, a Cacesul, juntos com as Associações Comerciais, estará promovendo palestras e convidando as mulheres interessadas em participar.

“Vamos organizar inicialmente o Núcleo Multisetorial da Mulher Empresária, mas depois é possível organizar os núcleos específico por atividade, como por exemplo: Mulheres Empresárias da Beleza (cabelereiras, maquiadoras, manicures, entre outras), Mulheres Empresárias do Setor de Alimentos (confeiteiras, boleiras, cozinheiras, etc.) que podem juntas buscar soluções para suas demandas – como uma gestão financeira para profissionais liberais”, relata.

As mulheres empreendedoras representam hoje 48% dos microempreendedores individuais (MEI), atuando principalmente em atividades de beleza, moda e alimentação. Quanto ao local de funcionamento do negócio, 55,4% das MEI estão sediadas em casa, segundo o Sebrae.

Para as mulheres que tem o interesse em desenvolvimento e participação no núcleo entrar em contato com a Associação Comercial mais próxima.

 

 

 

Fonte: